Blógico!

Pensamento, cultura, artes, boas notícias

Negócio da China

A China finalmente está ocupando o seu devido lugar nos noticiários – o de nação que viola direitos humanos e o meio-ambiente, explora mão de obra escrava, impõe regime autoritário, alimenta gana capitalista selvagem e evolui na arte de ignorar escrúpulos.

O crescimento em níveis astronômicos por vários anos e a oferta de produtos manufaturados a preços irrisórios para todo o mundo, em escala escancarada, renderam à China muita visibilidade nos últimos tempos, porém a abordagem sempre foi um tanto bajulatória – vejam que grande nação, como cresce, quantos prédios e estradas novas a cada ano, vejam o progresso em seu auge apoteótico…

O regime político autoritário, burro e assassino ainda é tolerado mundo afora; afinal é graças a ele que podemos comprar uma caixa de isqueiros a um dólar para revender em nosso país e aquecer a economia. É a lógica de “os fins justificam os meios” que nos faz vangloriar os bem-sucedidos sem pensarmos nos caminhos trilhados até este discutível “sucesso” – muitas vezes alcançado a custo de mentira, covardia, roubo, sangue. Estamos vendo hoje mais uma faceta deste campo de trabalho escravo que alimenta o mundo, a da colonização através das armas, com total desprezo pela tradição local tibetana. A que ponto chegaram as coisas para que monges se metam em manifestações como vimos!

Na página oficial dos Repórteres Sem Fronteiras (em espanhol) vê-se que o brasão olímpico feito com algemas é utilizado desde o ano passado para denunciar os absurdos daquele país, e o clima promete esquentar em agosto, durante as olimpíadas.

Acredito que esta situação desagradável (não mais desagradável do que a vida que levam muitos chineses sem opções, liberdade ou sonhos) possa contribuir para aumentar a intolerância do mundo em relação às práticas do PC chinês que pretende se perpetuar no poder. Não podemos ficar indiferentes enquanto o respeito à humanidade e a liberdade são sistematicamente estuprados em nome de um crescimento insustentável.

Repressão ampla, geral e irrestrita

Para se ter uma noção do absurdo vivido na China, existe uma prática meditativa, o Falum Gong, que sofre severa perseguição do governo chinês através de campanha difamatória contra seus membros, muitas vezes demitidos de seus empregos, presos, torturados sem direito à apelação ou humilhados em praça pública por policiais.

Dá nó no estomago ler as notícias do Noticiário do Grupo de Trabahos de Direitos Humanos do Falum Gong. São coisas do tipo:

“Advogado Quase Sentenciado a Três Anos de Trabalho Forçado
por Defender um Praticante de Falun Gong na Corte Judicial”
 
“Li Weiji Sentenciado a 8 Anos de Prisão e Espancado até Ficar Paralítico por Ajudar Praticantes de Falun Gong a Coletar Evidências Sobre Abusos”
 
“Tentativa de Assassinato Direcionada a um Defensor dos Direitos Humanos do Falun Gong na África do Sul”

Não digo que devamos boicoar todo e qualquer produto vindo da China, mas francamente enquanto acharmos uma gracinha que aquele país se desenvolva às custas te tanto sangue e arbitrariedade (ou mesmo apenas nos omitirmos), nao poderemos dizer que fazemos algo para tornar este mundo um lugar melhor.

China em sangue

Pbl

Anúncios

27-03-08 - Posted by | Crônica geral, Denúncia | , , , , , , ,

2 Comentários »

  1. Boa tarde,

    Li seu artigo, e particularmente achei muito interessante, gostaria de mais fontes de pesquisa. Será que podes me ajudar?

    Obrigada

    Comentário por Karin Petermann | 11-07-08 | Responder

  2. FREE TIBET!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Comentário por Marcio | 28-03-08 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: