Blógico!

Pensamento, cultura, artes, boas notícias

E o mundo parou…

Intermináveis engarrafamentos se repetem a cada feriado - Imagem: FOLHA DE SAO PAULO

Intermináveis engarrafamentos se repetem a cada feriado - Imagem: FOLHA DE SAO PAULO

As imagens de engarrafamento em São Paulo não são novidade há muito tempo, e nesta segunda-feira à noite já era de se esperar que os noticiários mostrassem quilômetros de faróis enfileirados nas estradas, como colunas de vagarosos vaga-lumes emperrados no caminho de volta pra casa. Uma megalópole imobilizada via-se refém da tragédia anunciada que se tornou todo feriado. Entrar e sair da cidade em datas especiais é uma questão de muuuuuita paciência, e logo me veio à mente que a escolha pelo modal rodoviário se mostra cada ano mais burra e insustentável. Para problemas públicos (locomover-se em massa numa cidade saturada) não adiantam soluções particulares (o carro).

Imaginando que houvesse a alternativa do trem (linhas regulares, confortáveis e acessíveis), bastaria que um terço daqueles que saíssem de carro para o sete de setembro escolhessem a ferrovia para que as estradas se tornassem novamente transitáveis.

Foi nas décadas de 60 e 70, do milagre econômico, que o Brasil resolveu copiar e privilegiar o modelo rodoviário – desde então, estradas passaram a ser sinônimo de progresso. Vemos hoje o preço deste progresso, e já é possível imaginar até quando ele será praticável.

E tsanta gente passando fome.... - Imagem: PORTAL G1

E tsanta gente passando fome.... - Imagem: PORTAL G1

Eu já ia me perguntando até quando insistiremos na burrice do automóvel (uma tonelada como motor a explosão pra transportar oitenta quilos), quando foram chegando as notícias do temporal na capital paulista. Não foram só os engarrafamentos que transtornaram a cidade ontem (às dez da noite ainda havia mais de oitenta quilômetros de retenção). Entre outras coisas:

Ruas alagadas ameaçavam a saúde e a segurança dos cidadãos;

Os trens pararam e instalou-se o caos na Estação da Luz, que teve que ser fechada;

O fornecimento de luz foi interrompido em vários bairros;

Telefones celulares e fixos ficaram mudos durante boa parte da tarde;

Trezentas toneladas de frutas foram destruídas na Ceagesp, causando prejuízo de 220 mil reais;

Deslizamentos em Osasco causaram problemas de enorme magnitude, matando crianças e adultos;

Aonde está a prefeitura numa hora dessas? Aliás, aonde estava o poder público quando era sua obrigação prevenir tamanho absurdo, antes que os temporais acontecessem? Aonde está o bom senso e a inteligência, que podem nos guiar para construir cidades minimamente sustentáveis?

Impermeabilizar o chão, vender cada vez mais carros, relegar o transporte público às massas desfavorecidas e permitir que concessionárias de serviço público façam o que bem entenderem certamente não são saídas para manter a viabilidade de uma cidade.

Retrato de uma cidade parada

Retrato de uma cidade parada

O prefeito Gilberto Cassab declarou que o orçamento para limpeza das ruas simplesmente dobrou depois do início de seu mandato. Isso, antes de ser um bom sinal (vejam como eu invisto mais) é mostra de uma administração engessada e reativa. Antes de gastar mais com os remédios, senhor prefeito, que tal investir um pouco na prevenção? Perguntado se a limpeza das ruas está sendo bem feita, o ilustre prefeito ainda teve o desplante de responder: “Deve estar”. Deve???!!! Ou o senhor não tem a menor noção do que está falando ou está gozando com a cara de quem ficou preso em engarrafamentos, sem luz e comunicação o dia inteiro. Sugiro que o prefeito e seus assessores sejam convidados a atravessar a cidade de carro ou de ônibus durante o próximo temporal; certamente, Cassab terá mais certeza na sua resposta, na próxima vez que se o perguntasse tal coisa.

Que os sucessivos descasos e escolhas erradas que levaram São Paulo a tal situação (justiça seja feita, situação esta muito anterior à atual administração) não sejam mais vistos como “coisa normal”; que possam acordar os cidadãos durante o pleito de 2010 e a todas as gerações futuras de brasileiros.

Aos amigos paulistanos, a solidariedade carioca.

Veja mais:

Com chuva fraca, a cidade apresenta 72Km de engarrafamentos.

Centro Virtual de Estudos Ambientais Urbanos – UNESP

Pbl

Anúncios

09-09-09 - Posted by | Crônica geral, Denúncia, política

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: